Superintendente de Saúde Coletiva presta esclarecimentos sobre a Influenza A/H1N1

Share Button

A superintendente de Saúde Coletiva de Cabo Frio, Lucy Pires, deu entrevista na manhã desta sexta-feira, dia 31/07, à Rádio Litoral FM, prestando esclarecimentos sobre o vírus da Influenza A/H1N1.

A médica explicou que o aumento da procura por informações nos Postos de Saúde e nas unidades de emergência do município já era esperada. No entanto, ela deu uma orientação básica à população.

“Se a pessoa estiver com sintomas de resfriado ou de gripe comum, como dores no corpo, febre alta e tosse, não precisa se dirigir imediatamente à unidade de emergência. Deve procurar, inicialmente, uma unidade de saúde básica, ou um ambulatório, ou ainda o seu médico de confiança, em consultórios particulares. Se, além dos sintomas da gripe comum, a pessoa também sentir um desconforto provocado por falta de ar, aí sim, deve procurar as unidades de emergência”; explicou.

Lucy disse ainda que a Prefeitura de Cabo Frio, através da Secretaria de Saúde, disponibiliza 32 unidades básicas de atendimento, distribuídas por toda a cidade, entre postos de saúde e postos do Programa de Saúde da Família (PSF). A procura inicial nestas unidades básicas ajuda, também, a desafogar o atendimento no Hospital Central de Emergência (HCE), em São Cristóvão.

Prefeitura amplia esquema de combate à gripe A/H1N1 – Além das informações básicas sobre o atendimento, a superintendente de Saúde Coletiva falou ainda sobre o adiamento do retorno às aulas na rede municipal de ensino (que passou para o dia 10 de agosto), atendendo à determinação das secretarias estaduais de Saúde e Educação, e declarou ainda que, no HCE, o setor de atendimento de pacientes graves já teve ampliação de cinco para nove leitos, para suprir uma possível demanda de casos na cidade.

“Há ainda a possibilidade de suspender as cirurgias eletivas para aumentar a capacidade de leitos, caso seja necessário”; declarou a médica.

As recomendações para quem tenha os sintomas de gripe são as seguintes:

Lavar bem as mãos com água e sabonete antes das refeições, antes de tocar os olhos, boca e nariz e após tossir, espirrar ou usar o banheiro

Evitar tocar os olhos, nariz ou boca após contato com superfícies

Proteger com lenços (preferencialmente descartáveis) a boca e nariz ao tossir ou espirrar

As pessoas com sintomas de gripe devem evitar, ainda, aglomerações e ambientes fechados, devendo procurar ambientes ventilados. Uma alimentação balanceada e o aumento na ingestão de líquidos também ajuda a minimizar a possibilidade de disseminação da doença.

Share Button

Você pode gostar...