Quissamã inicia Campanha de Vacinação Antirrábica Animal

Share Button

A Secretaria de Saúde de Quissamã, por meio da Vigilância em Saúde, vai iniciar a Campanha de Vacinação Antirrábica Animal a partir do dia 03 de dezembro. O objetivo é vacinar cães e gatos contra a raiva.

Dividida em duas partes, as imunizações começarão pela zona rural do município e depois seguirão para a área urbana, sendo estendida até o próximo ano.

A vacinação antirrábica no município ocorre em parceria com os governos federal e estadual, através do fornecimento da vacina e ainda terá o Dia D de mobilização.

De acordo com o coordenador de Vigilância em Saúde, Leonardo Chagas, até o final da campanha aproximadamente cinco mil animais deverão ser imunizados contra a doença. “Mesmo não tendo registro de nenhum caso de raiva nos últimos anos é extremamente importante que os bichos de estimação sejam vacinados. Por isso, nesse primeiro momento, solicitamos principalmente aos donos de cães que mantenham os animais presos durante as datas marcadas para a vacinação nas localidades, a fim de auxiliar no trabalho de imunização”, explicou, lembrando que as crianças nunca devem acompanhar os animais no momento da vacinação.

Em dezembro, os animais de diversas comunidades rurais começarão a ser vacinados. O bairro de Conde de Araruama será o primeiro a receber a equipe da Vigilância, nos dias 03 e 04. Do dia 05 ao dia 07, a vacinação acontecerá no Clube dos 13 e em Morro Alto. Os animais de Pindobas serão vacinados nos dias 10 e 11.

A vacinação em Morrinhos será apenas no dia 12. Canto de Santo Antônio terá caninos e felinos vacinados nos dias 13, 14 e 17 de dezembro. Na localidade de Estrada do Meio, a ação será nos dias 18 e 19. E a comunidade de Alto Grande, terá os animais imunizados nos dias 20 e 21 de dezembro. O cronograma com as demais localidades rurais e a área urbana está sendo preparado e será posteriormente divulgado pela Vigilância.

A doença – A raiva é uma doença infecciosa aguda causada por um vírus, que acomete mamíferos, incluindo o homem. Tem como principais transmissores cães, gatos e morcegos. No homem contaminado, o vírus compromete o sistema nervoso e mata quase 100% dos casos que evoluem para a manifestação dos sintomas.

Muito embora a raiva esteja controlada nessas espécies, não anula a vacinação que o principal meio de garantir o controle da doença nas populações de cães e gatos e consequentemente no ser humano.

Share Button

Você pode gostar...