Limpeza de praia atrai público estudantil em Quissamã

Share Button

Limpeza das Praias QuissamaAproximadamente 200 estudantes de escolas da cidade e universitários participaram ativamente do Dia Mundial de Limpeza de Rios e Praias na Praia de João Francisco, na manhã do último sábado, dia 18. Além dos estudantes, representantes da sociedade civil organizada e servidores municipais também estiveram presente.

O Dia Mundial de Limpeza de Rios e Praias é um movimento para conscientização das pessoas sobre o despejo indevido de lixo do mar e em suas proximidades, situação que vem se tornando um problema cada vez maior no mundo. O programa internacional de educação ambiental é promovido pela ONG The Ocean Conservancy e acontece em mais de 100 países desde 1986, mobilizando mais de um milhão de pessoas. No Brasil, cerca de 60 cidades são mobilizadas desde 1993.

Segundo o secretário de Agricultura e Meio Ambiente, José Ricardo Pedruzzi, o movimento acontece em Quissamã há 6 anos. “Quissamã aderiu a esse movimento de manutenção e preservação do litoral há algum tempo e a cada ano mais pessoas participam”; revelou o secretário, agradecendo a atuação das Escolas Municipais Délfica de Carvalho Wagner, Nelita Barcellos dos Santos e Maria Ilka, Escola Estadual Visconde de Quissamã, Faculdade Metropolitana de São Carlos, Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Grupo de Jipeiros Arelama, Associação de Moradores da Praia de João Francisco, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Coordenadoria Especial da Guarda Municipal e Trânsito, Guarda
Ambiental e a Secretaria Municipal de Esportes.

“O mais importante é o envolvimento dos jovens, eles coletaram e catalogaram o lixo de forma empolgante e ainda fizeram deduções da origem do lixo, o que nos faz concluir que conseguimos sensibilizá-los. E
sensibilizar pra mim é mudar comportamentos”; destacou a chefe da Divisão de Educação Ambiental da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, Maria Eunice Azeredo da Silva.

Já o professor da Escola Municipal Maria Ilka, Alceir Berlarnino Barreto, explicou que antes da participação efetiva dos alunos, a escola teve a preocupação de orientá-los sobre a responsabilidade que cada um possui em relação ao cuidado com meio ambiente.

Ao todo foram coletados 43 itens diferentes, totalizando 3.231 unidades de lixo. Deste total os voluntários verificaram que os materiais mais encontrados na orla de João Francisco foram sacos plásticos (582 unidades), tampinhas de garrafas (416), canudinho (346), além de garrafas PET. O resultado seguirá para a Coca-Cola (patrocinadora do evento), que então identificará a origem dos detritos e dimensionará o volume do que é jogado no litoral no mundo inteiro.

Também estiveram participando do movimento o vereador Junio Selem Pinto, o subsecretário de Agricultura e Meio Ambiente, Jorge Penha, além dos diretores e professores das escolas.

Foto: Genilson Pessanha

Share Button

Você pode gostar...