Decreto cria Parque Natural Municipal da Mata Atlântica Aldeense

Share Button

prefeito Cláudio ChumbinhoO prefeito Cláudio Chumbinho, em companhia do secretário de Estado de Ambiente Carlos Minc, assinou, nesta segunda-feira (16), o decreto de criação do Parque Natural Municipal da Mata Atlântica Aldeense. A cerimônia aconteceu no Morro do Frade, na “cabana do Jeremias”, bairro Colina.

De acordo com o prefeito, o Parque Municipal dará início a uma nova etapa na gestão ambiental no município.

“Sempre procuramos o secretário Minc para assuntos referentes à Lagoa de Araruama, mas agora temos um novo item na pauta. Vamos contar com o Governo do Estado para a criação deste parque que será aberto para visitação pública, com diversos atrativos para a população” afirmou.

A secretária Adriana Saad ressaltou a importância da criação do Parque Municipal.

“Em janeiro, tivemos um evento do Caminhão da Mata Atlântica e diante dos números do desmatamento apresentados pelos coordenadores daquele projeto, começamos a pensar na idéia da criação deste parque, que hoje se torna realidade. São 268 hectares de área agora preservada” festejou Adriana.

Antes da assinatura, Carlos Minc, acompanhado da equipe do Ministério do Ambiente deu início aos trabalhos do Inventário Florestal Nacional, que no Rio de Janeiro começará por São Pedro da Aldeia. O Inventário Florestal Nacional do Brasil (IFN-BR) fornecerá informações sobre as florestas naturais e plantadas em todo o território nacional. Estas informações vão subsidiar o poder público para aprimorar a tomada de decisões em relação às políticas públicas voltadas paras às florestas, visando o uso sustentável dos recursos florestais madeireiros e não madeireiros, com a garantia da manutenção da biodiversidade das espécies florestais.

“Não podemos preservar o que não conhecemos e a partir desse inventário, pretendemos dobrar a área de Mata Atlântica do Estado. E estamos começando isso por São Pedro da Aldeia” afirmou Minc.

Do Morro do Frade, a comitiva partiu em direção à sede da Secretaria do Ambiente, na Ponta da Areia, onde participou, junto com os pescadores incluídos no programa de bolsa defeso da Prolagos, do reflorestamento da Ilha dos Macacos e da retirada de armadilhas para pesca na Lagoa.

Foto: Pierre Sampaio

Share Button

Você pode gostar...