36ª Unidade Diocesana deve reunir 15 mil fiéis

Share Button

Macaé vai receber num único dia cerca de 15 mil fiéis de 19 municípios que pertencem à Diocese de Nova Friburgo. Será a 36ª Unidade Diocesana, que será realizada no Centro de Convenções Jornalista Roberto Marinho e no Parque de Exposições Latiff Mussi Rocha. O evento acontece dia 31, sábado, das 8h às 17h, e conta com o apoio da Prefeitura de Macaé.

Quatro shows católicos animarão os peregrinos que virão à capital nacional do petróleo em caravanas de ônibus. A famosa banda Adoração e Vida, liderada pelo cantor e compositor Walmir Alencar, além da irmã Inês (a freira do rap), do grupo Renascer e da banda Trinum, animarão os participantes da Unidade Diocesana. Isso tudo no Centro de Convenções.

Paralelamente, palestras serão proferidas. Elas abordarão temas como família e assuntos relativos às pastorais sociais. No Parque de Exposições, almoço e café da manhã serão servidos para o público. Vale ressaltar que para as comunidades católicas também haverá adoração ao Santíssimo Sacramento e coroação de Nossa Senhora.

Segundo o organizador da 36ª Unidade Diocesana, o sacerdote da Igreja Santo Antônio (Macaé), Padre Gleison, a importância do evento está no próprio nome: unidade. “Todas as 55 paróquias da Diocese e suas 492 capelas farão em Macaé uma grande celebração da vida, com ênfase no encontro e na acolhida dos fiéis, como disse o Papa Francisco em um de seus discursos durante a Jornada Mundial da Juventude”, conta o sacerdote.

Cerca de 700 católicos macaenses pertencentes às igrejas da cidade estão unidos para trabalhar a Unidade Diocesana. Para o Padre Gleison, isso já é um sinal positivo, pois une as paróquias num mesmo objetivo, que é dar boa acolhida para as cerca de 15 mil pessoas esperadas para o evento. A comunidade da Paróquia Santo Antônio está à frente dos trabalhos.

O sacerdote explica que o tema da Unidade Diocesana se remete ao ano da fé, uma vez que o Papa Emérito Bento XVI consagrou o ano de 2013 como ano da fé. A cada ano o evento se dá numa cidade da Diocese de Nova Friburgo. No ano passado ele ocorreu na cidade de Sumidouro.

Como na JMJ do Rio de Janeiro, que divulgou no seu evento a cidade e o país (Cracóvia, na Polônia) que sediará a próxima jornada, assim também a Unidade Diocesana do ano que vem só será conhecida no final do evento em Macaé.

O Bispo Diocesano Dom Edney Gouvêa Mattoso irá conduzir os fiéis da Diocese de Nova Friburgo, que é composta da seguinte maneira: Vicariato Litoral (Macaé, Rio das Ostras, Carapebus, Casimiro de Abreu, Quissamã e Conceição de Macabu); Vicariato Sede (Nova Friburgo, Cachoeiro de Macacu e Sumidouro); e Vicariato Norte (Itaocara, Macuco, São Sebastião do Alto, Trajano de Moraes, Santa Maria Madalena, Cantagalo, Carmo, Cordeiro, Duas Barras e Bom Jardim).

A organização do evento já tem um cronograma das atividades: às 9h, será a coroação de Nossa Senhora; às 10h, palestra com o Bispo Diocesano Dom Edney Gouvêa Mattoso; às 10h15, shows; às 12h, almoço e shows; às 13h, show da irmã Inês, quando simultaneamente ocorrem palestras de formação; às 14h30, adoração; e, às 16h, Missa fechando a Unidade Diocesana.

Logomarca

A logomarca da 36ª Unidade Diocesana contém símbolos e analogias, ora espirituais ora econômicos. Por exemplo, a figura do mar, que se remete ao mundo e à cidade litorânea de Macaé. Já o barco simboliza a Igreja. Também remete-se aos rebocadores e barcos pesqueiros, que atuam em atividades econômicas importantes como a petrolífera e a pesqueira, tradicionais em Macaé.

Por sua vez, o mastro simboliza a cruz de Cristo, enquanto que a vela refere-se aos degraus que se alcança o amadurecimento na fé. A chama reporta-se à confiança em Deus, à fé, além de também significar a energia vinda do subsolo que é o petróleo.

O sol que estampa essa logo retrata a Eucaristia e o clima ensolarado da região litorânea. Todos os símbolos cristãos da logo estão presentes na letra do Hino da 36ª Unidade Diocesana, que traduz e menciona a logomarca.

Share Button

Você pode gostar...