Retirada de quiosques muda cenário da Praia do Forte

Share Button

Depois de mais de 20 anos a Praia do Forte começa a ter um novo visual com a retirada dos quiosques. O primeiro imóvel a ser retirado foi o Quiosque Chopão que estava na orla há mais de 20 anos.

Retirada dos QuiosquesDesde as primeiras horas da manhã, operários, técnicos, máquinas e equipamentos da prefeitura ajudaram os donos de quiosques a retirar as instalações que estão sobre a faixa de areia. A retirada dos 22 quiosques atende determinação do Ministério Público Federal-MPF com orientação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan)IPHAN.

A prefeitura cumpriu a ordem judicial auxiliando os quiosqueiros a retirar e carregar o material para local indicado pelos próprios donos de quiosques. Na operação, a prefeitura mobilizou as secretárias de Serviços Públicos, Ordem Pública, Desenvolvimento da Cidade, Meio Ambiente, Comunicação e Procuradoria Geral do Município.

De acordo com o arquiteto, Luiz Augusto Vaz de Azevedo, secretário de Desenvolvimento da Cidade, a prefeitura cumpre determinação do MPF para a retirada de todos os quiosques da praia e segue orientação do IPHAN sobre a construção da nova Orla da Praia do Forte.

“Na reunião de terça-feira foram aceitas as sugestões e atendidas às exigência dos órgão federais para as obras da nova Orla da Praia do Forte que inclui a construção de 15 novos quiosques que atendem as exigências de sustentabilidade na reutilização de água e coleta de lixo”.

Para o prefeito Alair Corrêa, a notícia de que os órgãos federais Iphan e o MP tenham aprovado o novo projeto sugerido por técnicos da prefeitura mostra que todos os esforços para reconstruir uma nova orla na Praia do Forte apontam no direção correta.

“Todos as nossas ações são consultadas e orientadas por órgãos ambientais e de patrimônio para que possamos ganhar tempo na execução dos projetos e tempo na construção das obras. Entraremos em ritmo acelerado com homens trabalhando 24 horas para podermos inaugurar a nova orla em novembro”; disse o prefeito.

De acordo com o compromisso assumido pelos donos de quiosques, até o dia 10 de junho todos os excessos conhecidos como “puxadinhos” serão retirados ficando apenas a construção original dos quiosque. Até o final do mês a maioria devem ser retirados. Apenas alguns comerciantes revelaram que mesmo durante as obras vão continuar trabalhando para atender os clientes à beira-mar.

“Estamos muito satisfeitos com toda a movimentação e com o compromisso assumido pela prefeitura. O projeto novo será muito importante para nós e para o turismo”; disse o Launi Peixoto, presidente da Associação dos Quiosques e dono do Choppão o primeiro a ser demolido.

Foto: Walmor Freitas /W2imagens

Share Button

Você pode gostar...