Provas de Agillity na programação.

Provas de Agillity na programação.

Cerca de 250 cães das mais diferentes raças participam neste sábado (31), no Parque de Exposições Latiff Mussi Rocha, em Macaé, da Exposição Profissional Breeder, organizada pelo Kennel Club Fluminense.

O evento, com entrada franca, conta com o apoio da prefeitura, através do Fundo Municipal de Desenvolvimento Econômico (Fumdec) e das secretarias de Desenvolvimento Econômico e de Agricultura.

Entre as raças participantes, estão poodle, labrador, golden retriever, yorkshire, bulldog inglês e francês, dog alemão, boxer e shit- tzu. Na programação está incluída ainda Especializada do Rottweiller e provas de Agillity, que costumam fazer a alegria da garotada.

“É um evento para toda a família. Para as crianças, será uma boa oportunidade de conhecer de perto algumas raças que fazem sucesso no cinema e na televisão, como o collie, do filme “Lassie”, o labrador, de “Marley e eu”, e o chihuahua, de “Perdido pra Cachorro”. Além disso, teremos provas de Agillity, esporte que vem crescendo muito no país”; comentou uma das organizadoras do evento, a veterinária Mariana Rocha.

A exposição faz parte do calendário internacional dos criadores. A mostra vale pela 13ª Exposição Internacional, que será julgada pelo árbitro Avi Marshak, de Israel; pela 63ª e 64ª exposições Panamericana, com os árbitro José Losa Quiroga, da Bolívia, e Ann Joe de Oliveira Sampaio, do Brasil. Para a Especializada do Rottweiller, o árbitro será Fernando Lucas Martins, de Portugal.

Cães são avaliados pelo padrão da raça

A veterinária Mariana Rocha explica que, como os clubes esportivos, os clubes que reúnem criadores das diferentes raças caninas organizam competições, chamadas de Exposições.

“Os animais inscritos são levados e expostos à opinião de um juiz que, de acordo com uma série de parâmetros definidos no padrão de cada raça, concede os prêmios em disputa aos cães que, por suas características se destacam dos demais exemplares participantes”; explica a veterinária.

Em cada cão, os jurados analisam o estado geral, pelagem, musculatura, movimentação, temperamento e presença. Mariana lembra que a primeira impressão para o espectador estranho é que uma exposição de cães se apresenta como um local de grande confusão devido à grande quantidade de cães reunidos – e que fazem muito barulho. “Entretanto, esta impressão está longe de refletir a verdade. As exposições caninas estão entre as atividades esportivas mais ordenadas, onde tudo está regido por normas e regulamentos”, explicou.

Agility

As provas de Agillity estão crescendo cada vez no país. Nesta prova, os cães são divididos por tamanho – mini, midi e standard. O Agillity é disputado pela dupla cão e condutor, e consiste em percorrer um circuito de obstáculos, numa ordem pré-determinada pelo árbitro, no menor tempo e com o menor número de penalizações possível. O Brasil foi campeão de Agillity pela primeira vez em 2002 em Dortmund, Alemanha, com a equipe Standard. Em 2008, na cidade de Helsinki, na Finlândia, conquistou o título com as equipes Mini e Standard.
Foto: Divulgação/Ascom Macaé