Macaé oferece cursos gratuitos para formação profissional

Share Button

Em parceria com a Prefeitura de Macaé, o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) abrirá inscrições de 28 próximo a 8 de fevereiro para cursos gratuitos. Inicialmente, serão oferecidas 150 vagas para soldador 6G, almoxarife, eletricista predial e auxiliar administrativo.

Os interessados podem comparecer das 9h às 16h, na sede da secretaria de Trabalho e Renda (Semtre), à rua Télio Barreto, nº 28, Centro da cidade. Esta parceria dos governos municipal e federal tem como objetivo ampliar a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica no município.

Cada curso terá duração de três meses e será ministrado por instituições de reconhecida qualidade no ensino técnico e tecnológico como Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), com os cursos para almoxarife e soldador 6G; Instituto Federal Fluminense (IFF), para eletricista predial; Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), para auxiliar administrativo.

As aulas serão no turno da noite, divididas entre práticas e teóricas. Como requisitos, a Prefeitura de Macaé informa que os candidatos ao curso de auxiliar administrativo devem ter concluído o 2º ano do ensino médio. Já a exigência para os demais cursos é ter escolaridade mínima de Ensino Fundamental incompleto.

O Pronatec faz parte do programa Brasil Sem Miséria e tem a proposta de reduzir o público que se encontra em situação de extrema pobreza. Todos os participantes receberão das unidades responsáveis pelos cursos materiais didáticos e uniformes gratuitos.

Documentos e requisitos

Documentos – Antes de preencher a ficha de cadastro, os interessados devem apresentar as cópias dos seguintes documentos: carteira de identidade, CPF, comprovante de residência (mesmo em nome de terceiros), carteira de trabalho para comprovar se está ou não em atividade no mercado de trabalho, além do Número de Identificação Social (NIS) ou cópia do cartão do programa social em que é beneficiado.

Requisitos – Os interessados em participar dos cursos devem ter entre 16 e 59 anos e passarão por pré-inscrição, que não garantirá a matrícula efetiva, pois o candidato passará por análise socioeconômica quando serão verificados os dados fornecidos por ele na ficha de cadastro.

Com isso, o interessado deve estar cadastrado ou em processo de cadastramento no Cadastro Único (CadÚnico), mesmo que não seja beneficiário do Bolsa Família ou do Benefício de Prestação Continuada (BPC). Aqueles que estão desempregados, que comprovem através da carteira de trabalho rescisão ou perfil de renda e possam ser inseridos no CadÚnico, também poderão se inscrever.

Os interessados podem estar incluídos no Bolsa Família (para quem tem criança matriculada na rede pública com renda até R$ 70,00 por pessoa); Renda Mínima, Brasil Carinhoso, Programa de Erradicação de Trabalho Infantil (Peti), Renda Melhor Jovem e Pró-Jovem.

As pessoas com necessidades especiais terão prioridade na ocupação das vagas da bolsa-formação, conforme previsto no Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência – Viver sem Limite.

Uma novidade conquistada pelo governo municipal é que a partir do mês de março o Pronatec oferecerá 30 novos cursos. A expectativa é atender cerca de seis mil pessoas em Macaé até o final deste ano.

Share Button

Você pode gostar...