Primeira etapa do XVIII Cabo Frio Marlin Invatational

Share Button

Começa neste sábado, dia 29, o XVIII Cabo Frio Marlin Invatational, campeonato de pesca esportiva oceânica. O evento acontece em três etapas, nos dias 29 de janeiro, 3 e 5 de fevereiro. A Região dos Lagos favorece a prática da modalidade devido ao fenômeno da ressurgência, onde águas profundas e geralmente mais frias emergem trazendo consigo muitos nutrientes, o que torna o ambiente bastante favorável à reprodução das espécies marinhas.

Na oportunidade, professores, pesquisadores e alunos dos cursos de Gestão Ambiental e Engenharia Ambiental da Universidade Veiga de Almeida Campus – Cabo Frio irão, em parceria com os pescadores esportivos, coletar dados biológicos e oceonográficos com o objetivo de subsidiar medidas de proteção para os peixes de bico.

Os peixes capturados durante o evento serão liberados com uma marca eletrônica tipo Pop up Satellite Archival Tags – PSAT – que permite identificar sua rota migratória. A meta é a preservação das espécies em território nacional. As informações vão contribuir para o melhor entendimento sobre o nicho ecológico das espécies de peixes de bico.

Os competidores estão preocupados com a queda acentuada das ocorrências desses peixes nos torneios, principalmente nessa temporada e estão propondo uma reunião técnica entre gestores, pesquisadores e pescadores esportistas para buscar uma solução que minimize as capturas acidentais dos peixes de bico pela frota extrativista que opera com espinhel de superfície para a captura de espécies como Dourado e do Atum com linha.

Segundo os dados da pesca esportiva, as capturas por parte da frota extrativista provocam um efeito catastrófico no equilíbrio dos estoques naturais dos peixes de bico. Uma vez capturados acidentalmente, eles são embarcados e vendidos por baixos preços (cerca de um real o quilo). Uma parte significativa não encontra comprador e o pescado acaba sendo descartado.

Share Button

Você pode gostar...