Iniciativa incentiva moradores a conhecer melhor a cidade com passeio de barco

Share Button

Desde que ouviu pelo rádio que passear de barco em Cabo Frio seria possível com preço acessível, a moradora do Jardim Esperança, Raquel Oliveira decidiu que era hora de conhecer melhor as belezas da cidade onde mora. Estava muito perto de realizar um antigo sonho.

passeio de barco“Sonhar não custa nada/O meu sonho é tão real/Mergulhei nessa magia/Era tudo que eu queria/para este Carnaval…” diz a letra de um clássico samba-enredo dos anos 90 e se encaixa muito bem no momento especial vivido por Raquel que, sentada na parte de cima do Dom Vicenzo III, abriu os braços para sentir o vento de 24k/h, o balanço e o cheiro do mar.

“Estou realizando um sonho. Trabalhava em casa de turistas e eles contavam as maravilhas de mar. Eu achava que nunca poderia fazer esse passeio por condições financeiras. Estou muito feliz. Estou num momento mágico”; disse Raquel, que ganha a vida vendendo quentinhas.

Raquel e mais 35 pessoas participaram do primeiro passeio do projeto “Esse Mar é Meu” oferecido pela Secretaria de Turismo para que moradores de Cabo Frio possam se divertir e conhecer um pouco da história e das belezas da quinta cidade mais antiga do país.

A turismóloga Vanina Navega que comandou a equipe da Sectur no passeio inaugural deste domingo (6/10), classificou como excelente a receptividade dos moradores.

“Fiquei emocionada com a história das pessoas que sonhavam em poder fazer o passeio. Agora é possível e por um valor simbólico”; disse Vanina, que recebeu e cumprimentou cada pessoa durante a viagem de mais de duas horas com direito a paradinha na Ilha dos Papagaios para o tradicional mergulho. O passeio custa apenas R$ 10 dentro do projeto para quem mora na cidade – o preço normal para turistas varia entre R$ 35 e R$ 40 por pessoa.

Agentes da Guarda Marítima e Ambiental, a bordo de um superbote, acompanharam o passeio inaugural do projeto dominical.

Passeio encanta a todos

Quando o comandante Amarildo avisou que a embarcação faria uma parada para o mergulho muita gente se animou, mas por conta do vento, poucos se arriscaram a se jogar na água. O casal Flávio e Michelle não quis arriscar e preferiu ficar ao sol admirando a imensidão azul e verde do mar cabo-friense. Casados há 18 anos, Michele conta que deixou os três filhos e netos em casa para curtir uma espécie de segunda lua de mel com o marido.

“Estou adorando, conhecendo melhor minha cidade e curtindo meu marido”; disse Michelle, que não saiu dos braços de Flávio em nenhum instante.

“A gente sempre tem vontade de passear de barco e agora é possível com preço acessível”; disse Flávio do Nascimento, que trabalha na fábrica de gelo às margens do Itajuru e pela primeira vez pode acenar para os colegas de dentro de uma embarcação, como via os turistas fazer ao longo dos anos. O casal também mora no Jardim Esperança.

Durante o passeio, com direito a água e refrigerante a bordo, o comandante Amarildo e Vanina foram descrevendo as construções e os lugares históricos de Cabo Frio.

A tranquilidade do passeio encantou o casal Jonas e Katia Santos que aproveitou a viagem para comemorar 25 anos de casado. O casal, que mora em Duque de Caxias, visitava Cabo Frio e decidiu aproveitar o domingo.

Na reta final do passeio a maioria já planejava voltar em outros finais de semana trazendo parentes e amigos para curtir as águas cabo-frienses.

O casal Flávio e Michele garante que voltarão para passear com toda a família e aproveitar a promoção.

Antes de desembarcar no Boulevard Canal, muita gente aproveitou para fazer poses na proa do barco, enquanto o fotógrafo entregava as fotos de recordação do passeio. Cada uma sai por R$ 20 e, de acordo com o fotógrafo, 90% de quem passeia fica com o souvenir.

“Esse momento vai ficar guardado na minha mente para o resto da vida. O importante é que e pude curtir o “meu momento especial”; disse Raquel, com a foto de recordação que vai direto para a parede.

O passeio do projeto “Esse Mar é meu” acontece todos os domingos e sai do Terminal de Barcos, no Boulevard Canal, passando pelo Terminal de Transatlânticos, pelos pontos turísticos, até a Ilha do Papagaio. O objetivo do projeto é oferecer aos moradores a oportunidade de conhecer as belezas naturais da cidade ao custo de R$ 10 mais um quilo de alimento não perecível, que será destinado a uma entidade filantrópica. Os passeios acontecem sempre aos domingos, até o dia 8 de dezembro, com várias embarcações disponíveis para atender a demanda.

Foto: Walmor Freitas

Share Button

Você pode gostar...